O Omega-3 ácidos graxos é encontrado em peixes e suplementos dietéticos que estão associados à ajudar o equilibrio das doenças cardíacas mesmo em pessoas que já estão com o risco elevado por causa dos níveis excessivos de gorduras ou com o colesterol ruim em seu sangue, sugere uma revisão pesquisa americana. A American Heart Association recomenda comer pelo menos duas porções de peixe por semana junto com os suplementos de ácidos graxos ômega-3.

Uma pesquisa anterior obteve resultados de um risco mais baixo de batimentos cardíacos anormais, se ter menos gordura no sangue, e um risco reduzido de depósitos de entupimento nas artérias conhecidos como placa, e a pressão arterial ligeiramente inferior quando se consome o ómega-3.

Para o presente estudo, os investigadores examinaram uma investigação em dois tipos de ómega-3: EPA (ácido eicosapentaenóico) e DHA (ácido docosahexaenóico).

Eles descobriram que o consumo de ômega-3 em alimentos ou suplementos esta associado a um risco menor de 16 por cento no valor de se ter uma doença cardíaca em pessoas com níveis elevados de triglicerídeos ou gorduras no sangue, e um risco 14 por cento menor para pacientes com níveis elevados de colesterol, lipoproteína de baixa densidade (L DL), o tipo ruim.

“A evidência coletiva de todos os estudos diz que o papel benéfico da EPA e DHA nas doenças cardíacas coronárias, e associações mais fortes foram observadas entre aqueles que podem se beneficiar dos suplementos de EPA e DHA, como aqueles com níveis elevados de triglicerídeos e aqueles com baixa densidade elevada de colesterol – lipoproteína “, disse o autor do estudo Dominik Alexander de EpidStat Institute, com sede em Seattle, WashinGton, e Ann Arbor em Michigan.

Para examinar a ligação entre o ômega-3 e as doenças cardíacas, os pesquisadores analisaram os dados de 18 ensaios que aleatoriamente se aproximaram de 93.000 pessoas para se obter uma certa quantidade desses nutrientes.

Através destes ensaios randomizados, descobriram que o ômega-3 esta associado a mais ou menos seis por cento de risco de se ter uma doença cardíaca, mas isso era diminutivo, descartando a bilidade pois foi devido ao acaso.

O estudo também analisou os resultados de outros 17 ensaios publicados anteriormente que observaram uma proximidade de 732 mil pessoas, durante longos períodos de tempo enquanto seguiam suas dietas habituais. Ao longo de todos esses estudos, o omega-3 ajudava a uma redução redução estatisticamente significativa de 18% no risco de doença cardíaca.

O estudo foi financiado pela Organização Global de EPA e DHA ômega-3 (GOED), com um grupo de defesa dos fabricantes e vendedores de suplementos de omega-3, entre os seus membros. Vários autores de estudos também atuaram como consultores para os fabricantes de suplementos de ômega-3.

As limitações do estudo obtiveram uma grande variação dos projetos de estudo para os ensaios clínicos randomizados, que incluíram os pacientes com uma variedade de hábitos alimentares e fatores de risco que poderiam ter uma doença cardíaca e que foram testados os suplementos de ômega-3 ao longo de diferentes períodos de tempo ( observam os autores clinica MAyo Proceedings ).

Alguns estudos na análise atual também analisaram a saúde do coração ou a quantidade de omega-3 nas dietas das pessoas, logo no início, tornando mais difícil determinar o quanto esses nutrientes podem influenciar diretamente o risco das doenças cardíacas, e ao longo do tempo, os autores também anotaram essas diferenças .

Mesmo assim, os resultados de uma análise de dados de um milhão de pacientes sugerem que muitas pessoas podem se beneficiar de aumentar a quantidade de ômega-3 que recebem ao comer peixes ou tomar suplementos, disse o Dr. Chip Lavie, da Ochsner Clínica Escola-Universidade e da Faculdade de Medicina de Queensland na Austrália.

Muito poucas pessoas nos EUA ou outros países, seguem uma dieta ocidental de comer suficiente o peixe com batatas, e eles precisam tomar suplementos dietéticos para atingir um nível com cerca de 1.000 miligramas por dia de EPA e DHA, assim diz o autor sênior em um editorial Sr.Lavie. “As Gorduras do omega-3 são muito importantes para a saúde e bem-estar, especialmente para o coração,” Dr. James O’Keefe, o principal autor do editorial.

“Tente comer 2 ou 3 porções de peixe que são naturalmente oleosos, como o salmão, a sardinha e a truta a cada semana”, aconselhou O’Keefe, diretor da revista cardiologiasta da Mid America Heart Institute no Saint Luke’s Hospital, em Kansas City, Missouri. “Se você não pode ou não vai comer o mesmo, considere tomar um suplemento diário de omega 3 contendo cerca de mil miligramas de EPA e DHA”.

Fonte: www.channelnewsasia.com/news/health/omega-3-fatty-acids-linked-to-lower-risk-of-heart-disease/3411794.html

No mundo das vitaminas você pode encontrar uma variedade grande de Omega-3. Venha conhecer a nossa loja online e cuidar bem da sua saúde. Entre no www.mundodasvitaminas.com

(Visited 9 times, 1 visits today)
Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail